Arquivo do mês: julho 2006

Clinton volta ao campo de batalha

 

O ex-presidente jamais saiu do cenário de notícias. Jornais vendem mais com a cara de Clinton na capa. Ele ainda é chamado de Presidente Clinton, e sempre o será.

Esse ano Clinton estará presente em diversos estados, em campanha pelos democratas. Nao será mais a figura que arrecada fundos para as vítimas do Katrina ou do tsunami.

Clinton volta agora como o general disposto a garantir a maioria democrata no Congresso dos Estados Unidos.

Para encerrar, a frase do dia dita pelo Presidente Clinton:

“Nenhum democrata é responsável pelos erros praticados desde a caída de Saddam Hussein.”

Foto: Clinton Global Initiative.

“Mulher aranha” vai produzir Oscar 2007

O Oscar 2006 terminou, mas a Academia já prepara a grande festa de 2007. A equipe do Oscar anunciou a primeira mudança nesse final de semana.

Gil Cates, produtor de 13 Oscars, dará lugar a Laura Ziskin, produtora executiva de “As Good As It Gets” e de “Uma Linda Mulher”, que agora está trabalhando na produção de “Homem Aranha 3”.

Laura será a produtora do Oscar 2007.  

Laura ao lado de John Travolta no Oscar 2002, o primeiro Oscar que produziu.(Foto da Academia).

Israel recebe apoio formal de líderes dos Estados Unidos

Boston, MA – O jornal Boston Globe de hoje trouxe um anúncio na página 7 de seu caderno A, em que vários líderes do estado de Massachusetts manifestam seu apoio a Israel.
O texto declara “Apoiamos a comunidade judaica e o povo de Israel, uma democracia que tem almejado viver em paz por tantos anos”. Ainda salienta que “Israel tem o direito de se defender contra atos de terror não provocados, incluindo os ataques de mísseis lançados contra Haifa, cidade-irmã de Boston.”Para “compensar” o texto encerra expressando preocupação sincera “pela segurança de pessoas inocentes, israelenses, palestinas e libanesas” e exige um ponto final nas ações terroristas dos grupos inimigos da paz.Entre os signatários do documento estão o prefeito de Somerville, Joseph A, Curtatone, o senador John Kerry, o ex-candidato à presidência dos Estados Unidos, Michael Dukakis, o prefeito de Boston, Thomas Menino e a esposa Angela, o governador de Massachusetts, Mitt Romney e todos os atuais candidatos ao governo do estado.

Em entrevistas na televisão, o presidente Bush já manifestou sua posição de que Israel tem o direito de se defender.

“Superman Returns”: mesmo inimigo, antiga namorada, antigo emprego

Definitivamente, existe algo errado com o Super Homem: nada mais chato do que retornar ao mesmo emprego, encontrar a paquerinha casada e enfrentar o mesmo inimigo.

O Super Homem, o herói criado após a Grande Depressão e que agora retorna, não apresenta nada de espetacular na grande tela. Depois de passar uma temporada em “soul searching”, o Homem de Aço volta pior do que quando saiu: nem Freud explica, ou talvez explique: o mesmo inimigo, a mesma paquera e o mesmo emprego no Daily Planet. Não dá para ser feliz.

A doutrina Bush morreu em 2002…

Em 2002, no discurso presidencial anual mais importante para os Estados Unidos, o Presidente Bush alertava, ainda no primeiro mandato:

“Estados como esses (Irã, Iraque e Coréia do Norte), e seus aliados terroristas, constituem um eixo do mal, com o objetivo de ameaçar a paz mundial.”

A chamada “Doutrina Bush” teve força para atacar somente o Iraque. Os soldados prosperaram na entrada fácil de Bagdá, mas não encontraram até hoje uma porta de volta para casa.

Com o Irã e a Coréia do Norte, “ameacados” desde 2002, agora os Estados Unidos tentam usar a “arma” não utilizada no caso iraquiano: a diplomacia.

Sabe-se que a referida Doutrina Bush nunca foi executada para lidar com o Irã (que deixou suas posição bem clara de destruição a Israel), ou com a Coréia do Norte (que não tem medo de sanções e de nenhuma autoridade  diplomática quando testa seus pequenos “brinquedos” nucleares.)

Portanto, ao contrário do que dizem os analistas, não houve mudança na política internacional de Bush. Foi duro somente com o Iraque na lista do “Eixo do Mal”.

Oscar 2007: 83 países são convidados para filme estrangeiro

A Academia convidou ontem 83 paises para apresentar seus trabalhos para o Oscar 2007. Para concorrer ao Oscar, o filme deve ser lançado no pais de origem entre 1o. de outubro de 2005 e 30 de outubro de 2006.

Outra exigência  é que as legendas do filme devem estar em inglês corretíssimo. Os países novos na lista da Academia são Azerbaijão e Uzbequistão.

Morte no Big Dig

Direto de Boston: Morte no Big Dig


Geral – 11/07 – 10h24min
Na noite de ontem (10), um homem dirigia o carro, acompanhado de uma mulher, dentro de um túnel do Big Dig, quando painéis de três toneladas caíram sobre o carro em que estavam.

Continue a leitura aqui.