Arquivo do dia: 09/07/2006

Com Zidane, futebol e política se misturam

O ultra-conservador Jean-Marie Le Pen sempre disse que o sonho seria uma seleção puramente francesa, nada de estrangeiros no time: nadinha. A resposta que Le Pen vem levando desde 1998, com exceção do desempenho pífio de 2002, é um claro “Viva la France” enaltecido no desempenho do filho de imigrantes da Algéria, Zinédine Zidane.

Chamado de Maestro por Pelé, idolatrado por Platini, a grande estrela francesa brilha hoje no New York Times. Longe de aposentado, o craque pode ser contratado pelo Red Bulls de Nova Iorque, junto com Ronaldo (120 milhões de dólares).

(Mas, antes um pequeno aviso, os norte-americanos torcem pela Itália no jogo de hoje.)