Arquivo do dia: 14/07/2006

A doutrina Bush morreu em 2002…

Em 2002, no discurso presidencial anual mais importante para os Estados Unidos, o Presidente Bush alertava, ainda no primeiro mandato:

“Estados como esses (Irã, Iraque e Coréia do Norte), e seus aliados terroristas, constituem um eixo do mal, com o objetivo de ameaçar a paz mundial.”

A chamada “Doutrina Bush” teve força para atacar somente o Iraque. Os soldados prosperaram na entrada fácil de Bagdá, mas não encontraram até hoje uma porta de volta para casa.

Com o Irã e a Coréia do Norte, “ameacados” desde 2002, agora os Estados Unidos tentam usar a “arma” não utilizada no caso iraquiano: a diplomacia.

Sabe-se que a referida Doutrina Bush nunca foi executada para lidar com o Irã (que deixou suas posição bem clara de destruição a Israel), ou com a Coréia do Norte (que não tem medo de sanções e de nenhuma autoridade  diplomática quando testa seus pequenos “brinquedos” nucleares.)

Portanto, ao contrário do que dizem os analistas, não houve mudança na política internacional de Bush. Foi duro somente com o Iraque na lista do “Eixo do Mal”.