Perigos para a Senhora Clinton

Há muitos perigos na construção e consolidação da Canditadura Hillary Clinton do que se possa imaginar. Hillary é uma das candidatas que carrega uma forte rejeição: ou a pessoa morre de amores pela ex-primeira-dama, ou paga para não vê-la. Um dos maiores riscos que Hillary corre é o de transformar sua candidatura num movimento elitista , pois no final das contas poderemos acabar com 12 anos de Clinton na Casa Branca, seguidos dos anos Bush-pai, Bush-filho.

Hoje, se candidata oficial, Hillary Clinton não teria os Democratas trabalhando todos em favor dela, a menos que ela encontre um candidato a vice para costurar seu nome no clero baixo do partido: e isso  Barak Obama não quer (ou é candidato a presidente ou a nada, teria dito em no David Letterman.)

Correndo por fora (e estabelecendo uma reputação internacional muito forte) o ex-quase-Presidente dos Estados Unidos, Al Gore poderia ser a melhor cartada do Partido Democrata, pois não tem rejeição forte junto ao eleitorado e vem trabalhando um consenso na sociedade norte-americana que une todos os setores, pois é em torno da questão ambiental. O único opositor da candidatura Gore é ele mesmo.

Se até o final do ano Hillary não acertar o pé, os republicanos terão muitas chances de fortalecer Giuliani (ex-prefeito de NY) ou o Senador John McCain para 2008.

Os comentários estão desativados.