Hillary x Giuliani

A semana passada serviu politicamente para uma definição prévia de quem devem ser os candidatos mais fortes entres os presidenciáveis dos dois partidos. Hillary certamente será a candidata do Partido Democrata e o ex-prefeito de Nova York Rudy Giuliani será o candidato do Partido Republicano. Só eventuais acidentes de percurso poderiam tirar hoje os dois nomes das chapas, chamadas aqui de “tickets”.

Hillary emplaca novamente na capa de uma revista semanal de prestígio: a Newsweek. A revista traz a ex-primeira-dama em discurso em New Hampshire em que declara que “assim que eu vencer a eleição, ainda antes de tomar posse, enviarei líderes influentes dos partidos (democratas e republicanos) ao mundo dizendo que os Estados Unidos estão de volta, que novos tempos chegaram para esses governos, e especialmente para cidadãos do mundo, terem um novo relacionamento com os Estados Unidos. Juntos com os republicanos, reorganizaremos a política internacional dos Estados Unidos.”

Com o discurso de união entre ambos os partidos, Hillary espera captar os votos dos republicanos descontentes com Bush, e que não conseguem se identificar com Giuliani.

Na mesma semana a corrida dos candidatos republicanos ganhou um novo Reagan: Fred Thompson, que já andava visitando os estados-chaves das primárias, anunciou a candidatura formalmente. Um conservador moderado como Reagan, Thompson é ex-senador pelo estado do Tennessee e ator da série “Law and Order”.

Reagan é considerado como o presidente republicano de maior destaque nos Estados Unidos: o fim da Guerra Fria no final dos anos 80 colocou o 40o presidente dos Estados Unidos no pedestal.  Thompson espera crescer na sombra do ator que virou presidente.

newsweek.jpg

Newsweek: que tipo de líder ela seria?

Os comentários estão desativados.