Arquivo do dia: 03/10/2007

Dylan não diminue ritmo aos 66 anos

O filme que está prestes a ser lançado se chama I’m Not There. Diferente do título, a lenda da música Bob Dylan está em todo lugar.

Na terça (2) ele esteve em Worcester, Mass. Na quinta (4), ele estará em Maine e encerra a turnê da Nova Inglaterra na sexta (5) em New Hampshire.

O cantor, aos 66, continua tão “busy” quanto nos anos 60. E agora tem na agenda o lançamento da segunda temporada de seu programa na rádio XM, via satélite e exibição de seu trabalho de arte na Alemanha.

Além disso, Dylan lançou um álbum de coletâneas esta semana e no final de outubro lança um DVD do Newport Folk Festival.

Antes de dezembro chegar I´m Not There bate nos cinemas. Haja folêgo!

Aos leitores de Londres

Aprendi muito da língua inglêsa escutando a BBC em ondas curtas, direto de Londres. Amo aquele sotaque britânico que suprime o “r” das palavras (“car” é “caa” por lá) e imprime um certo refinamento nos diálogos.

O Blog que você está lendo é leitura de muitos brasileiros em Londres, que agora vive a era Gordon Brown. De longe, internacionalmente, os britânicos vivem uma época um pouco apagada com a saída de Tony Blair, que ocupava o noticiário mundial com frequência.

Um abraço aos leitores de Londres, e boa leitura! Cheers!

Oh! Canadá!

O dólar canadense sempre foi o primo pobre do dólar “americano”. Nos últimos dias, seguindo uma tendência mundial, o dólar canadense se aproximou do primo rico a ponto de ficar cotado no mesmo valor batendo um recorde de três décadas.

Para o estadounidense, ser a favor do Canadá é ser anti-EUA, e segundo novas normas, para entrar no Canadá é necessário apresentar passaporte dos Estados Unidos em viagens aéreas. A surpresa é que em 2008 os estadunidenses necessitarão de passaporte mesmo para entradas nas fronteiras.

As moedas se aproximam, mas a política internacional dos Estados Unidos continua sendo antagonista ao Canadá. O vizinho do Norte é tido como uma cópia forçada dos Estados Unidos.