Retorno para casa de estadunidenses tem filas mais longas no México

Após décadas de uma passagem tranquila do México para os Estados Unidos, os estadunidenses enfrentam agora filas mais longas, como “estrangeiros”, escreve Julia Preston no New York Times. Segundo a jornalista do jornalão norte-americano, eles são checados e questionados causando filas de duas horas ou mais.

Após o 11 de setembro, as medidas de segurança adotadas têm dificultado o comércio e as relações com o vizinho do sul (“tão perto do Céu, tão longe de Deus”, sempre foi a expressão usada para retratar o México, e em inglês é dita so near Heaven, so far from God).

Demoras de cerca de 3 horas foram relatadas para o estadunidense que viaja para o vizinho rico Canadá.

Esprimido entre um vizinho rico e um vizinho pobre, o Tio Sam exporta a democracia para o mundo.

Os comentários estão desativados.