Arquivo do dia: 07/07/2013

O caso Edward Snowden visto pela imprensa norte-americana

Trecho de texto da Revista “Time”:

“Uma vez que ele admitiu violar as leis dos EUA que proíbem a divulgação de informações classificadas da administração pública, Edward Snowden acredita que vários direitos são garantidos a ele, incluindo o asilo, um passaporte e liberdade de acusação. Na semana passada, em uma declaração em que pede o apoio do povo americano para sua defesa, ele escreveu:

“Embora eu esteja condenado por nada, [o governo dos EUA] revogou unilateralmente o meu passaporte, me deixando um apátrida. Sem qualquer ordem judicial, o governo agora pretende me proibir de um direito básico. Um direito que pertence a todos. O direito de requerer asilo.”

Mas o argumento de Snowden não está indo muito bem diante da opinião pública norte-americana, que parece mais inclinada à visão do governo de que Snowden é um fugitivo da justiça criminal e, portanto, sujeito à aplicação da lei. Vários apoiadores de Snowden organizaram protestos em 4 de julho em cidades de todo os EUA, mas a participação total foi de cerca de 3.000. Na capital, em Washington DC, se reuniram cerca de 400 pessoas.

A Venezuela, a Nicarágua e a Bolívia ofereceram asilo a Snowden, e as autoridades russas disseram que se um desses países em questão lhe dê documentos de viagem, ele terá permissão para deixar o aeroporto em Moscou.

Ainda que seja um fugitivo, o norte-americano conseguiu jogar em discussão princípios de privacidade e segurança. Até que ponto as agências de inteligência podem invadir a Web em busca de possíveis ameaças nacionais?

Talvez a melhor opção de Snowden seja o auto-exílio na Venezuela ou na Nicarágua. Talvez seus interesses públicos e privados serão melhores servidos fugindo para lá. Mas quem sabe quais as pressões e os incentivos que os EUA poderiam dar para os futuros governos desses países? E quem sabe quais os requisitos que os governos podem impor a Snowden?”