Arquivo do dia: 10/07/2013

A máquina de propaganda dos EUA

As máquinas de propaganda dos Estados Unidos contam com uma estrutura invejável. Agências de notícia, grandes jornais internacionais e alguns correspondentes internacionais jogam o jogo do poder. O poder fica em Washington.

O governo norte-americano utiliza de diversos canais para divulgar a mesma mensagem. Tem o poder de desestabilizar governos eleitos pelo povo e minar economias em ascensão.

Mesmo as guerras mais sangrentas são vencidas com base na informação, nem sempre verdadeira, muitas vezes, parcial.  Veículos de comunicação dos EUA, segundo  o jornalista Glenn Greenwald, do Guardian, estão tentando trabalhar negativamente a imagem de Edward Snowden.

O objetivo número um é tentar provar uma conexão do norte-americano com a China ou a Rússia. Se Snowden repassou informações para esses governos, ele terá chance zero diante da opinião pública dos EUA.

O reclame internacional do Brasil aparece depois que a Alemanha e outros países da Europa identificaram o mesmo problema: sabe-se que a espionagem existe, mas não se imaginava que o Império a utilizaria para monitorar seus próprios aliados.

No tabuleiro das relações internacionais dos EUA, o Brasil marcou gol contra quando recebeu e se aproximou da figura de Ahmadinejad, o presidente do Irã na era Lula.  Dilma se aproximou muito mais de Obama, e tem nova visita marcada para outubro (já esteve com ele em abril de 2012).

dilmaus3

A crise de relações entre EUA e Brasil é passageira. Servirá para mudar o foco das mudanças políticas e da onda de manifestações no Brasil.