Nota

O racismo italiano contra uma ministra

Cécile Kyenge — uma imigrante do Congo que vive na Itália desde 1983 — foi designada Ministra da Integração em abril. Mas os mais de dois meses no poder têm se revelado um verdadeiro teste para a primeira ministra negra da história italiana.

A revolta da extrema direita na Itália tem gerado insultos verbais para a ministra. Frases como “volte para o Congo” e nomes racistas fazem parte do dia-a-dia da política no país.

A Itália adota tolerância zero com os imigrantes. Infelizmente, nem políticos do primeiro escalão sobrevivem à pressão interna.

Os comentários estão desativados.