Arquivo da categoria: cinema

Quer paquerar com a Scarlett Johansson?

Bem, paquerar ainda não dá…Mas uma das estrelas mais sexy de Hollywood, Scarlett Johansson, 23 anos, está agora leiloando para uma ONG que luta contra a pobreza, injustiça e fome um encontro com um fã para a data do lançamento do seu mais novo filme, He’s Just Not That Into You (algo como, ele não está muito afim de você).

O leilão ocorre no site do ebay (basta clicar aqui para acessar e ver o lance mais alto do momento, algo em torno dos 8 mil dólares quando escrevia este post), o lançamento do filme ocorrerá em meados de julho e será em Los Angeles ou Nova York.

O vencedor ganhará, além do privilégio de encontrar-se com Scarlett, dois ingressos para o lançamento do filme, serviço de limousine na noite do evento e maquiagem com cabelereiro.

No link acima existe um vídeo em que a atriz convida para o leilão beneficente da Oxfam.

ebayjohansson.jpg

Foto: Ebay.

Lindsay Lohan provoca na revista New York e aumenta número de acessos no site

newyorkmag.jpg

Leia a matéria aqui.

A vez de Christopher Walken na Harvard

Confira aqui como foi o Hasty Pudding para o ator Christopher Walken na noite de sexta-feira (17).

Charlize Theron na Harvard

Veja as fotos do evento na Harvard aqui.

“I Am Legend” surpreende na bilheteria

O novo filme de Will Smith, “I Am Legend”, que atua junto com a brasileira Alice Braga, já arrecadou 77 milhões de dólares, se tornando o filme com maior público em dezembro.

“I Am Legend” (Eu Sou a Lenda) mostra uma Nova York destruída com ruas desertas num mundo ameaçado por pesquisas científicas que criaram monstros de seres humanos. Segue a mesma linha de ficção acredite-se-quiser de “Eu Robô”, com o mesmo ator principal.

O filme de ação foi lançado em uma época do ano em que se focaliza os filmes de Natal, a estratégia fez com que não concorresse com praticamente nenhum outro filme do gênero ação e é o filme que tem a melhor distribuição nos cinemas dos Estados Unidos, de cada 12 salas de exibição “I Am Legend” ocupa 7.

I’m Not There: audiência tem que descobrir Dylan nos personagens

Com 135 minutos de duração e seis atores diferentes representando a lenda viva da música (música de protesto e/ou  folk, isso fica para o leitor ver no filme a discussão) Bob Dylan, o filme apresenta os dramas do que pode se chamar o maior poeta vivo dos Estados Unidos.  Com um detalhe, não cita seu nome diretamente. Mas usa de linguagem indireta para que o público faça sua própria leitura.

Para degustar melhor do filme, é necessário ter em mente o contexto de Bob Dylan: No Direction Home, um trabalho mais direto e que apresenta as informações de uma forma mais linear sob a direção de Martin Scorcese.  Em I’m Not There Dylan está lá para o observador atento, para quem sabe do contexto histórico em que sua carreira se fundamentou. Para quem não conseguir ver o cantor na interpretação de Richard Gere ou do genial garoto Marcus Carl Franklin, será uma pena.

Em cada imagem, em cada detalhe há o toque do diretor Todd Haynes, que deve estar feliz, pois o filme já arrecadou 1 milhão de dólares até o momento, ainda que em distribuição bem limitada (na região de Boston pode ser assistido no Kendal Square Theater e no Landmark Embassy Cinema em Waltham).

A grande surpresa é a atuação de Cate Blanchett. Sua interpretação é espetacular, e coloca a atriz na lista dos favoritos ao Oscar. Blanchett faz a voz e os tiques do mito com uma naturalidade invejável.

Para quem é familiar com a carreira de Dylan, que já foi comparado a um Shakespeare norte-americano, o filme é um belo presente de Natal nas terras frias do Norte dos Estados Unidos e já foi apresentado na Mostra de Cinema de São Paulo deste ano.

Atores que vivem Bob Dylan no filme: Richard Gere, Cate Blanchett, Marcus Carl Franklin, Heath Ledger, Ben Wishaw e Christian Bale.

Nova coluna no ar!

O cinema em greve e novo filme de Julia Roberts e Tom Hanks.

Julia Roberts na Vanity Fair

A revista mais glamorosa dos Estados Unidos, em sua edição de dezembro, traz na capa a musa do cinema Julia Roberts. A atriz fala da vida de mamãe de três filhos, do novo filme que estréia com Tom Hanks, Charlie Wilson’s War,  e dá uma entrevista íntima à Vanity Fair.

Vale a pena também conferir a retrospectiva que a revista traz aqui.

roberts.jpg

“O Caçador de Pipas” estréia em dezembro nos EUA

O filme “O Caçador de Pipas”, baseado no livro de mesmo nome do autor Khaled Hosseini (já entrevistado por mim aqui), estréia nos cinemas dia 14 de dezembro. O filme havia sido inicialmente planejado para lançamento em novembro, mas situações extraordinárias forçaram o adiamento.

“O Caçador de Pipas” conta a história da vida entrelaçada de dois meninos, Amir e Hassan. A vida dos dois sofre as consequências da mudança de comando político em Kabul. Dignidade humana, ética e a luta pela liberdade são todos temas que ocupam o pano de fundo do livro, e que irão compor o tecido principal do filme.

Semelhante ao sucesso de vendas do livro, o filme da Paramount promete ser um arrasa-quarteirão tamanha a expectativa criada nos Estados Unidos.

Khaled Hosseini, que tem passado parte do seu tempo envolvido com o filme, recebe um alto número de emails de leitores do Brasil.

O filme deverá impressionar pelo enredo e fotografia.

Veja o trailer do filme abaixo.

E deu Walter Salles no New York Times deste domingo!

O consagrado diretor brasileiro escreve para o New York Times sobre os filmes de estrada, os chamados “road movies”, que narram a passagem do ser humano por novos cenários.

Leia aqui.