Arquivo da categoria: Eleições 2008

Vice de McCain apresenta problemas

A decisão de nomear Palin como sua vice parece ter sido repentina pelo Senador John McCain. Palin era filiada ao Partido de Independência do Alasca, que tem a posição de separar o estado dos Estados Unidos.

O objetivo do Partido era infiltrar pessoas nos dois principais partidos políticos para, a partir daí, revelar sua verdadeira face.

A Convenção do Partido Republicano começa com mais problemas do que o esperado: o Gustav tirou o brilho da noite de abertura e agora os Republicanos não sabem o que fazer com sua vice.

Obama assume liderança

Tradicionalmente após a Convenção o candidato recebe mais alguns pontos percentuais na corrida presidencial. Obama está agora com 49% contra 41% de McCain.

O candidato ganhou os pontos por conta do belo discurso de quinta-feira (27). O discurso apresentou o esboço do plano de governo de Obama com sua inspiração habitual. Obama é considerado um grande orador, que falou diante de 75 mil pessoas em Denver.

A pesquisa foi feita pelo renomado Instituto Gallup (clique no gráfico abaixo para ver o histórico).

Furacão Gustav cancela festa da Convenção Republicana

Nem bem a Convenção Democrata acabou e McCain chamou a atenção para a sua candidata à vice. Agora o papel se inverte. Enquanto Barack Obama mantém contato constante com as autoridades de Lousianna, da cidade de Nova Orleans e com o Secretário de Segurança Nacional Michael Chertoff. O candidato democrata tem dado inúmeras entrevistas em rádios na região em que o Gustav poderá atingir.

Além disso, a Convenção Republicana está cancelada como um evento festivo, somente a parte burocrática funcionará. McCain acredita que não é hora de celebrar, mas de trabalhar junto com a nação.

E McCain emplaca uma vice para a Casa Branca

Nem Romney nem nenhum outro político do sexo masculino. A vez agora é das mulheres, entende o presidenciável John McCain. A candidata à vice é a governadora do Alasca, Sarah Palin.

Deverá buscar os votos de Hillary Clinton.

Obama, candidato oficial do Partido Democrata

Tradicionalmente na semana da Convenção dos Democratas, o Partido Republicano fica com a boca fechada. O contrário será verdade na semana seguinte, quando os Republicanos terão sua Convenção nas cidades-irmãs de Saint Paul e Minneápolis.

O que está acontecendo em Denver é histórico: Barack Obama é o primeiro afro-americano nomeado para concorrer à Presidência dos EUA. O que diz bastante sobre seu crescimento político de 2007 até aqui. Também é a primeira vez que um candidato é eleito por aclamação, e isso aconteceu quando Hillary Clinton, ancorada no estado de Nova York, pediu a palavra, após a votação do estado de Illinois, berço político de Obama, e sugeriu a eleição por aclamação. Obama teve o nome aprovado. Com Hillary passando seus delegados a Obama, o processo de cicatrização das primárias parece ter acabado, e com final feliz.

O discurso conciliador de Hillary ontem à noite (26)  falava da capacidade de Michelle Obama em ser a próxima primeira-dama dos EUA: é um elogio e tanto, uma vez que Hillary concorreu contra Obama, e que já foi primeira-dama, e se levantou de lá para conquistar o Senado pelo estado de Nova York.

O discurso histórico de hoje ficará por conta de Bill Clinton, e deverá ser o último discurso da noite, por volta das 21h na Costa Leste. Sobre o que falará Clinton? Sobre o quanto Barack Obama está preparado para ser Presidente dos Estados Unidos da América.

Começa a Convenção do Partido Democrata em Denver, Colorado

A Convenção do Partido Democrata começou hoje em Denver. Os momentos mais importantes da noite serão um discurso de Michelle Obama, esposa do candidato, e breves palavras pelo Senador Ted Kennedy, que sofre de um tumor no cérebro. O Senador será aplaudido certamente, pois esta será certamente sua última convenção.

O discurso de Michelle Obama iniciará às 22h, e falará de Obama como homem de família, e não como candidato.

E a revista Time dá a capa para Obama novamente

Continuando o amor da imprensa pelo candidato Democrata, a revista Time terá na capa de primeiro de setembro o candidato Barack Obama. O texto da matéria de capa explica Obama dentro de 5 subtítulos: radical, negro, novato, curador e o futuro.

Governadora do Kansas poderia ser vice de Obama

Kathleen Sebelius é o nome da governadora do Kansas, que é um dos destaques de hoje do New York Times. Descrita como uma governadora que circula bem entre os Democratas, mas flerta com os Republicanos, Kathleen chegou ao poder no Kansas para se desfazer de centenas de automóveis do governo e mostrar austeridade fiscal.

Mas a governadora, apesar de sua popularidade, é muito próxima dos Republicanos. É casada com um juiz federal, que se define como o Primeiro-Damo do Estado e que é filiado no Partido Republicano.

No discurso a governadora é um sonífero, mas é boa no corpo-a-corpo. Mas ela passou da lista dos possíveis vice-presidentes de Obama, e não aprovou. Mulher por mulher, Obama ficaria por Hillary, é o que diz a matéria do Times.

Link: http://www.nytimes.com/2008/08/20/us/politics/20sebelius.html

Obama deve anunciar vice esta semana e McCain no final de agosto

Há fortes indícios de que Barack Obama indique o Vice em sua chapa esta semana. O futuro candidato à vice na chapa Democrata entra já com seu time pronto: de chefe de campanha a assessor de imprensa está tudo mapeado e preenchido.

A grande pergunta é: quem será o vice de Obama? Há grande possibilidade do candidato escolher o Senador Evan Bayh de Indiana. Os outros nomes que circulam são: Joseph Bidden Jr., que é Senador de Delaware e o do Governador de Virgínia Tim Kaine.

Bayh (à direita na foto acima)  é de uma família de tradição política, foi o governador mais jovem de Indiana e tem 52 anos. É advogado. Tem fama de político honesto, que luta pela economia de seu estado.

(A Senadora Hillary Clinton está definitivamente fora de cena. Se Obama ganhar, ela participará do governo ligada à area de saúde. Apesar de apoiar o candidato, Hillary não está mais tão próxima dele. Apóia Obama mais por uma questão partidária do que por amor à causa. Está ainda magoada com a derrota nas primárias.)

Em tempo, John McCain planeja anunciar seu vice no dia 29 de agosto, data de seu aniversário. McCain completa 72 anos e a escolha do vice na chapa Republicana é fator-chave devido à sua idade avançada.

Foto: Página do Senador no site do Senado dos EUA.

McCain soma pontos com declarações contra a Rússia

John McCain tem um grande trunfo nas mãos: sua relação com a imprensa sempre foi uma das melhores e, na semana em que a Rússia invade a Geórgia o Senador Barack Obama está em férias.

McCain tem fama de ser duro com os russos. E Obama, mesmo depois da viagem à Europa e ao Oriente Médio, tem fama de não ter experiência internacional. Obama pode ter perdido aí alguns pontos percentuais para a próxima pesquisa eleitoral.

(Anote essas datas: 25 de agosto – Convenção do Partido Democrata em Denver, 1o de setembro – Convenção do Partido Republicano em Minneapolis).

Leia e ouça mais sobre McCain aqui!